terça-feira, 30 de agosto de 2011

SUCESSO


“Koi(carpa) é chamado de rei do rio dos peixes.
Samurais no Período Muromachi adoravam a bravura que as Kois possuem. 
O Huang Ho (rio Amarelo) flui através do continente chinês. A fim de chegar a sua origem, uma carpa deve tentar atravessar um vale extenso de corredeiras, chamada Grandes Quedas, pela Montanha Jishishan.
Uma lenda diz que, se uma carpa atravessar com sucesso as sessões de corredeiras até os Portões do Dragão, podera transformar-se em um dragão. Dada a lenda, as carpas se tornaram um símbolo de sucesso na vida do Homem.”
“Nossa maior fraqueza é desistir. O caminho mais certeiro para o sucesso é sempre tentar apenas uma vez mais.” (Thomas A. Edison)

SEJA FELIZ




Palestra com Esther Hicks (autora do livro Peça e Será Atendido), 
a importância de se sentir bem e de ser feliz.

domingo, 21 de agosto de 2011

O Tao

O Tao

Comentários do Richard Wilhelm

Do livro Tao Te King





O Tao (Dao) que pode ser pronunciado

Não é o Tao (Dao) eterno
O nome que pode ser proferido
Não é o Nome eterno.
Ao principio do Céu e da Terra chamo "Não-Ser"
À mãe dos seres individuais chamo "Ser"
Dirigir-se para o "Não-Ser" leva
À contemplação da maravilhosa Essência;
Dirigir-se para o Ser leva
À contemplação das limitações espaciais.
Pela origem, ambos são uma coisa só,
Diferindo apenas no nome.
Em sua Unidade, esse Um é mistério,
O mistério dos mistérios
É o portal por onde entram as maravilhas.
Tao (Dao) Te King









Lao Tzu
O antigo teísmo chinês ensinava que no céu havia um deus de quem o mundo simplesmente dependia, um deus que recompensava os bons e castigava os maus.
Além deste pai no céu - acompanhado pela mãe - terra, cuja presença jamais afetou basicamente o pensamento monoteísta, havia ainda uma série de espíritos da natureza e dos ancestrais. 
Apesar de dependentes do céu eles tinham, não obstante, as suas áreas específicas a cuidar, de modo semelhante aos funcionários subordinados ao rei.

Com Lao Tzu, a eliminação definitiva do antropomorfismo religioso se iniciou.

O Céu e a Terra não têm sentimentos humanos de amor. 
Para eles todos os seres são meros cães de sacrifícios feitos de palha, que na antiga China eram quiemados após os sacrifícios de oferenda.

No entanto, Lao Tzu está longe de considerar o curso da natureza como algo acidental e desordenado. 
Dessa forma ele está livre de todo o ceticismo e pessimismo. 
Ele não luta apenas contra a religião popular, contudo a substitui por algo mais elevado, e que leva mais longe. Baseado na velha sabedoria dos livros das mutações, Lao Tzu reconhecera que a essência do mundo não é uma condição estaticamente mecânica. 






O mundo está em constante alternância e transformação. 
O Livro das Mutações mostra igualmente que todas as transformações se realizam segundo leis estabelecidas. 
A concepção do livro é de que a totalidade do mundo fenomenal está baseada no antagonismo complementar das polaridades das energias Yin, passiva, negativa e Yang, activa, positiva. 
Estas energias encontram-se em contínua transformação. 




A unidade se divide e se converte em duplicidade, a duplicidade se une e torna a ser unidade. 
O que está no fim de tudo, no âmago de todas as mudanças, é a grande polaridade (Tai Gi), a unidade que transcende toda dualidade, todos os factos e mesmo toda a existência. 
Essas mudanças se processam por meio de um caminho fixo e pleno de sentido (Tao), no caminho do céu (T´ien Tao), ao qual corresponde, na terra, o caminho do homem (Jen Tao)



Confúcio buscava o caminho do céu. 
Para Lao Tzu, o caminho do céu não era ainda o mais elevado grau. 
O grau mais elevado e definitivo estava além da personalidade, até de que qualquer ser de algum modo perceptível ou definível. 
Não era também um nada, mas algo que se subtraía às formas do pensamento humano.
Para uma coisa assim não há naturalmente, nome algum, já que todos os nomes só nascem da vivência; e essa coisa é, no entanto, o que primeiro possibilita as vivências. 
Denominou então essa coisa,  por força da necessidade, "Tao", só para poder falar dela, pois não tinha como chamá-la e chamou-a igualmente de "grande". O Tao do céu e o Tao do homem sempre foram conhecidos, mas não o Tao absoluto. 






Tao significa caminho. 


Mas no sentido de Lao Tzu não se pode, sem mais nem menos, traduzi-lo por caminho ou senda. 
Há duas palavras chinesas para caminho. 
Uma é "Lu". Resulta da combinação dos símbolos para "pé" e " cada". É o que cada pé pisa, o caminho que resulta justamente do facto de ser percorrido. Transposto o seu sentido, essa expressão poderia ser usada para o conceito moderno de lei natural, que é do mesmo modo, aceita como existente, pois os processos ocorrem no sentido dessa lei. Outra palavra para caminho é Tao (Dao), que se escreve combinando os símbolos para "cabeça" e "andar". Daí, resulta um significado substancialmente diferente do da palavra "Lu", isto é, o de um caminho que conduz a um objetivo; o de uma direcção, de um caminho indicado, tendo, ao mesmo tempo, o sentido de "falar" e " guiar". 
Parece que este símbolo foi usado inicialmente para as trajetórias astronómicas dos corpos celestes.



Falando do Tao (Dao), Lao Tzu preocupou-se em afastar tudo que pudesse lembrar algum tipo de existência. 
Desse modo, o Tao está num nível totalmente distinto de tudo quanto pertence ao mundo dos fenômenos. 
É anterior ao céu e à terra; não é possível dizer de onde vem; é anterior ao próprio sentido de Deus. 
Ele se baseia em si mesmo, é imutável e está em eterna circulação.





Embora se negue existência ao Tao (Dao), ele, no entanto, também não é simplesmente nada. Porque do nada não pode surgir nada.  
É verdade que o Tao (Dao) não é temporal nem espacial. 
Olhando-o, não o vemos, escutando-o, não o ouvimos, e se quisermos tocá-lo, não o sentimos. 
Contudo nesse não ser espacial nem temporal está depositada, de algum modo a variedade. 
Mesmo não o vendo, ouvindo ou sentindo, há algo nele que corresponde a essa variedade dos sentidos; figuras, imagens, embora informes, imateriais. 
Ele se encontra então num nível que está além do ser e do não ser. Mas também não é tão irreal que as coisas não possam resultar dele.



quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Feng Shui ajuda na expansão da China, diz especialista







A China é um país com inúmeros problemas de ordem geológica e demográfica. A água e as terras cultiváveis são cada vez mais escassas e a expansão urbana regista índices elevados, com um incremento anual da população em torno de 15 milhões. Mesmo com esses aspectos, as estatísticas apontam o grande crescimento econômico do país, que passou a ocupar o posto de segunda potência mundial, desbancando potências como o Japão. Para o consultor Luiz Netto, a evolução chinesa tem fundamentos e um deles é baseado em uma técnica de mais de três mil anos: o Feng Shui.
Mestre nesta arte, Luiz Netto explica que tudo que é feito naquele país segue as bases da milenar técnica do Feng Shui. "Quando se constrói algo na China, sempre se leva em conta a relação dos ambientes com os pontos cardeais, que é um dos princípios básicos da técnica. Desse modo, é possível adequar as construções para que elas recebam vibrações mais harmônicas e prósperas", destaca. E complementa: "Com esse crescimento notório, é possível afirmar que o Feng Shui representa um papel fundamental nesse processo de evolução."
O especialista destaca que a espiritualidade e as questões culturais são extremamente valorizadas na China, fato que é nítido em todo o mundo. Segundo ele, esses dois fatores estão intrinsecamente ligados ao Feng Shui. "Independentemente de visões pessoais acerca da espiritualidade, ela demonstra aspectos voltados à valorização pessoal, e um povo que se valoriza, que valoriza a própria cultura, certamente acaba por atrair muito mais prosperidade", afirma. A harmonização de ambientes proposta pelo Feng Shui, ao contrário do que muitos imaginam, não é algo difícil de ser aprendido ou aplicado, tampouco exige investimentos astronômicos ou impõe visuais baseados exclusivamente em aspectos orientais.
Na avaliação de Luiz Netto, essa técnica é acessível e descomplicada. Ele frisa que é fundamental harmonizar uma casa sem que ela perca as características que agradam às pessoas que nela vivem."Com isso, além de satisfazer as questões estéticas, é possível ter uma vida muito mais próspera e repleta de bem-estar", destaca o mestre, que além de dar consultoria, ministra cursos de formação em Feng Shui.
E para quem pensa que o Feng Shui está relacionado apenas à prosperidade da China, engana-se. "É possível citar inúmeros ícones de sucesso que se utilizam do Feng Shui em suas casas e em seus empreendimentos. A começar pelo homem que, hoje, é o exemplo do empreendedorismo no Brasil: Eike Batista, que já afirmou aplicar a técnica em todos os seus projetos. A apresentadora Ana Maria Braga também é adepta e costuma citá-la em seu programa. Na construção de seu novo trio elétrico, a cantora Ivete Sangalo fez questão de que tudo fosse baseado no Feng Shui", conta Netto. Da lista, também fazem parte Bill Gates e Madonna.

RECEITA CHINESA PARA VIVER MELHOR



Um ocidental em visita à China ficou surpreso de ver a quantidade de velhos saudáveis e, curioso a respeito da milenar medicina chinesa, indagou a um experiente médico qual o segredo para se viver mais e melhor.
...
    Ouviu do mesmo a sábia resposta:

                  

                  ..."É muito simples.
                  É só:
                  Comer a metade.
                  Andar o dobro.
                  E rir o triplo.

domingo, 7 de agosto de 2011

FENG SHUI PARA O AMOR



:::::: APRENDA A TER BONS RELACIONAMENTOS AMOROSOS ::::::

Neste curso damos-lhe a conhecer como um Lar Harmonioso nos trás bons relacionamentos amorosos.

<<< Ensinamos qual a sua melhor orientação para o AMOR >>>

Aprenda como deve ter o seu quarto para receber o AMOR que ainda não tem ou para melhorar o que já tem.

Algumas cores não são propicias ao amor, alguns objectos no quarto pode afastar o amor, ...

Mais informações pelo o e'mail: info@escolaportuguesadefen​gshui.com

         »»»»»» HORÁRIO FEITO PELO O ALUNO ««««««




sábado, 6 de agosto de 2011

CURSO FENG SHUI PARA PRINCIPIANTES



::::: CONHEÇA COMO OBTER UMA VIDA HARMONIZADA :::::

Feng Shui a ciência de harmonização de ambientes.

Venha aprender a ter energia que deseja para a sua vida com o conhecimento do Feng Shui.

::: Prosperidade
::: Sucesso
::: Relacionamentos
::: Criatividade
::: Amigos
::: Trabalho
::: Conhecimento
::: Família
::: Saúde

Saiba mais através do nosso site: www.escolaportuguesadefeng​shui.com

Peça mais informações pelo e'mail: info@escolaportuguesadefen​gshui.com




====== >>> HORÁRIO FEITO PELO O ALUNO <<< ======






inicio a 28 de Setembro



CURSO GERAL DE FENG SHUI



::: APRENDA A ORGANIZAR A SUA VIDA COM BOAS ENERGIAS :::


Este Curso tem a duração de 4 meses e é dado por internet

»»»»»»» HORÁRIO FEITO PELO O ALUNO ««««««««

FENG SHUI a ciência de harmonização de ambientes, promovendo a Harmonia, Prosperidade e Sucesso.

Saiba mais pelo site: www.escolaportuguesadefeng​shui.com

Peça mais informações pelo e'mail: info@escolaportuguesadefen​gshui.com



O Curso Geral de Feng Shui começa dia 3 de Outubro



sexta-feira, 5 de agosto de 2011

INTERPRETANDO PARA FENG SHUI


Estudo sugere que Terra teve duas Luas

Satélites colidiram antes de haver vida no planeta azul

2011-08-04



Colisão ocorreu há quatro biliões de anos


















A Terra teve duas Luas, antes de uma delas, a mais pequena, ter chocado com a outra, a sua “irmã mais velha”, demonstra uma teoria publicada na revista científica “Nature”.
Como resultado desta colisão, o planeta azul ficou com uma Lua mais volumosa, ligeiramente assimétrica e mais acidentada num dos lados, o mais distante da Terra.
Segundo a teoria, desenvolvida por uma equipa de astrónomos norte-americanos – Martin Jutzi e Erik Asphaug-, a colisão entre as duas Luas ocorreu há quatro biliões de anos, muito antes da formação da vida na Terra.

As duas Luas jovens orbitavam a Terra, com a mais pequena a poucos passos da maior e mais rápida. Só que gravidade da Lua maior era tão forte que a mais pequena não resistiu.
“Estavam destinadas a colidir. Não havia saída”, sustenta Erik Asphaug, co-autor da investigação.

No Feng Shui quando existe uma porta maior que a outra e se encontram frente a frente, a porta maior ganha e absorve toda a energia existente no ambiente onde se encontra a porta menor.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

HOJE FUI FELIZ




A coisa mais importante que você possui hoje, é o dia de hoje.

O dia de hoje, mesmo que esteja espremido entre o ontem e o amanhã, deve merecer total prioridade.

Só hoje você pode ser feliz...

O amanhã ainda não chegou... e já é muito tarde para ter sido feliz ontem.

A maior parte das nossas dores é fruto dos restos de ontem ou de medos do amanhã.

Viva o dia de hoje com sabedoria...

Decida como irá alimentar os seus minutos, o seu trabalho, o seu descanso...

Faça tudo o que seja possível para que o dia de hoje seja seu, já que ele lhe foi dado tão generosamente.

Respeite-o de tal maneira que, quando for dormir, você possa dizer: hoje eu fui capaz de viver e amar...


Hoje fui feliz!!!!!!





Annabella Faria31 de Julho de 2011 19:37